pra quando você acordar

por Bettina Bopp

Você precisa saber de mim

28555105_10211186543559338_899010394_o

Você não vai acreditar, mas você precisa saber da piscina, da margarina, da carolina, da gasolina…

A piscina de casa tem estado sempre limpa, transparente, mas ainda fria. Acabaram-se os dias de ranário, como você brincava quando ela ficava verde e cheia de folhas. Em muitos domingos, o Fabio faz um churrasco pra gente. Fabio virou um churrasqueiro de primeira, sabia? Aprendeu tudo com a Dani. Ela também faz um churrasco delicioso. Ficamos lá nós todos, jogando conversa fora, jogando Uno com o Derek, experimentando os patês que o Fabinho faz e ouvindo as histórias saborosas da Bella. Tão bom. Sente o cheiro? Quer Descer? Pede.

A margarina é uma grande vilã da alimentação. Pra fabricá-la, usam solventes de petróleo, ácido fosfórico, soda e depois ácidos clorídrico, ácido sulfúrico e níquel. Por causa disso tudo, a margarina tem longo prazo de conservação, não fica rançosa, não pega fungos nem é atacada por insetos ou ratos. Bom, se nem inseto nem rato quer, imagina o que mais tem nessa tabela periódica comestível.

Queria te falar que definitivamente eu não gosto de carolina. Não importa o nome que se dê: carolina, profiterole, ecláir ou bomba. Não importa a padaria que se compre. Acho tudo ruim. Não gosto de doce de padaria. Não gosto de carolina.

E a gasolina? Ah, a gasolina! Quando você dormiu, o litro custava mais ou menos R$ 1,98. Hoje, 12 anos depois, custa R$ 4,22 e subiu pela 14ª semana seguida nos últimos meses. Há algo de muito podre no reino de Brasília. Tão podre que nem solventes, ácidos, aromas artificiais conseguem esconder os fungos e os ratos.

Agora, você precisa saber de mim. Fim do ano fui com a Bruna, Lucca e Maria pra Buenos Aires. Era uma viagem só nossa, nós quatro juntos, sem os amores ou família. Eles organizaram tudo: casinha em uma vila em Palermo, um guia de sugestões e indicações feito por um amigo da Maria especialmente pra ela, uma programação cultural e gastronômica delícia, dias de tempo lindo e calor.

No quinto dia, uma febre alta fora de hora. Horas depois, a entrada em um hospital público para uma operação de urgência de apêndice rompido e uma peritonite.

Pela porta da frente, dei entrada em uma história de terror que até hoje ainda duvido que vivi. Médicos e enfermeiros não entendiam o que a gente falava e eu não entendia o porquê daquilo tudo estar acontecendo.

Conheci o preconceito, a xenofobia e o medo. Senti tudo ao extremo: frio, calor, fome, sede, dor, culpa. Era como se estivesse em uma fenda do tempo. Os minutos pareciam horas arrastadas e eu pensava que nunca mais sairia dali.

Desde que você ficou assim, passei a ser a curadora da nossa família. Sou eu quem resolve as coisas pra você e pra mãe e que resolveu também para o pai. Quando se desempenha esse papel é difícil se sentir tão vulnerável e precisar ser cuidada por alguém.

Em todas as histórias fictícias têm sempre o bem e o mal. Como nada do que eu estava passando fazia sentido, até duas personagens de livros que li na infância entraram na minha história. Com os mesmos nomes e as mesmas características.

Minha companheira de quarto era a Lola. Como a personagem de Éramos Seis, Lola era um anjo: generosa, solícita, carinhosa, de uma bondade infinita. Uma das melhores pessoas que conheci na vida. Tenho por ela imensa gratidão e amor.

Do outro lado da história, a enfermeira Luciola, do mesmo jeito da personagem de José de Alencar. Uma mulher amarga, infeliz, que é chamada assim por ser o nome de um inseto que vive na escuridão à beira dos charcos. A inseta Luciola fez de tudo pra transformar meus dias nos piores possíveis. Muitas vezes, me peguei imaginando o que falaria pra ela quando finalmente tivesse alta. Depois, deixei pra lá.

Meus filhos foram insuperáveis. Não poderiam ter sido melhores. Odeio ter feito os três passarem por tudo o que passaram por minha causa. Ainda mais nas férias. Roubo um trecho da mãe dos Baudelaire, de Desventuras em Série, para falar o que os três viveram e superaram nesse momento, contando um com o outro.

“Orgulho de saber que não importa o que aconteça nesta vida, que vocês três vão cuidar uns dos outros, com bondade, coragem e altruísmo, como sempre têm. E lembrem-se de uma coisa, meus queridos, e nunca esqueçam: que não importa onde estamos, saibam que desde que se tenham um ao outro, têm a nossa família. E você está em casa.”

Sabia que na massa da carolina tem margarina que tem petróleo, portanto tem gasolina? E nós, do que somos feitos? De charcos e piscinas. De Lolas e Luciolas. De anjos e demônios. De forças e fraquezas. De partidas e chegadas. De medo e de amor. De ranço e de perdão. De solidão e família.

Acho que só faltava te contar pra exorcizar esses dias de dentro de mim. A foto aí de cima eu tirei da cama do hospital. Essa era a vista que eu tinha. Tirei a foto pra lembrar de nunca esquecer. O meu lugar é aqui.

 

14 comentários em “Você precisa saber de mim

  1. Carla Andréa
    fevereiro 27, 2018

    bom dia…..primeiro eu estava preocupada pela falta de comunicação…a tempos não escrevia…..espero que já tenha se recuperado totalmente….fiquem com Deus e um brande beijo em toda família…
    Abraços
    Carla Andréa

    Curtido por 1 pessoa

  2. Maria Luiza Machado Ferraz
    fevereiro 27, 2018

    Bettina, que dura experiência! A vida nos traz coisas bem difíceis! Vc deve ter se perguntado” o que isso está me ensinando”, e com certeza, goste ou não, vc é uma mulher forte, com filhos maravilhosos!

    Curtido por 1 pessoa

  3. Marilda
    fevereiro 27, 2018

    Que susto hein, graças a Deus, tudo deu certo. E seu texto sempre mágico. E o livro?
    Rsrs😘💖

    Curtido por 1 pessoa

  4. DENY GUIMARAES
    fevereiro 28, 2018

    Oi, li alguns posts….conheci sua história pelo seu filho, Fabio Bopp, em um documentário. Gratificante ver seu trabalho guerreira. Ah, vi que falou sobre a carolina ou profiterole kkkk….mas garanto que a que tem perto da minha casa, faria você mudar de ideia. Um forte abraço e fiquem com Deus!

    Curtido por 1 pessoa

    • bettinabopp
      março 4, 2018

      Oi, Deny, Fabio é meu irmão. Que bom que gostou do programa e ele te trouxe até aqui. Obrigada. Será que eu mudaria de ideia? Fiquei curiosa com essa carolina. Bj

      Curtir

  5. Maria Sylvia Toledo
    fevereiro 28, 2018

    Até mesmo que não fosse a realidade, mas um pesadelo em uma noite ruim, teria sido sofrido. Graças a Deus passou. E ficou a lembrança do amor dos filhos lhe cuidando.

    Curtido por 1 pessoa

  6. Leandro Pereira
    março 1, 2018

    Conheci o blog através de um amigo, que sofreu algumas perdas e momentos difíceis, seus escritos dão muita força a ele, somente por isso já sou eternamente grato, imaginano as centenas de pessoas que você acaba ajudando.
    Sou grato também, pelo sentimento e sensação que me invade toda vez que leio seu blog.
    Sempre aguardo ansiosamente por um novo texto, já chorei horrores. Rs
    Você é o tipo de pessoa que eu quero contar a história de vida para todo mundo, quero ler e chorar junto, quero mostrar a brevidade da vida e a força que temos para aguentar o que for, tudo isso através de seu exemplo.
    Você nos divide em antes e depois, sou muito grato.
    Desejo muita luz, sabedoria, força, bom ânimo, prosperidade e muita saúde.
    Tudo de melhor, sempre! ❤
    Obrigado.

    Curtido por 1 pessoa

    • bettinabopp
      março 4, 2018

      Leandro, querido, sua mensagem tão carinhosa ficou famosa aqui em casa. Chorei. Tão linda. Muito obrigada. Espero que seu amigo esteja bem e que ele saiba que tem a sorte de ter por perto alguem como você! bj

      Curtir

  7. Aryadne
    março 27, 2018

    Devorei todos os posts quando descobri o blog, contei pra todos os meus familiares e amigos, e fico sempre esperando um novo texto. Adoro seu jeito de escrever, acho sublime e muito sentimental. Espero que esteja 100% recuperada. 🙂

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em fevereiro 27, 2018 por .