pra quando você acordar

por Bettina Bopp

Tem tanto sentimento deve ter algum que sirva

pedra-na-agua

Você não vai acreditar, mas foi assim. Sabe quando a gente atira uma pedra na água e formam aquelas ondas em círculos? A Marília, irmã do Guto e do Paulinho, me deu de presente essa imagem quando falou sobre as nossas conversas, Ita. E eu gostei.

Foi como se, há um ano e meio, eu tivesse jogado uma pedra na água. Joguei você, Ita – e ita é pedra, lembra? – e as ondas começaram a se formar.

Nas primeiras delas, a família e os amigos próximos me disseram que era um começo e seguiram comigo.

As próximas ondas foram mais longe e trouxeram para perto amigos distantes. Algumas foram buscar os amigos dos amigos dos amigos dos amigos.

Tantas ondas encontraram conhecidos. Outras ondas tocaram desconhecidos.

E assim elas se perderam de vista.

A Física explica que as ondas carregam energia a partir do ponto da onde a pedra caiu e fala de conceitos como amplitude, comprimento e frequência.

Nas nossas vidas, Ita, como num filme ação que não valeu, as ondas foram rebobinadas e voltaram pra gente. Trouxeram energia carregada de força e afeto. Muito afeto e tanta gente.

Teve gente que compôs uma música linda pra você.

Teve gente que me contou sobre os pais e os irmãos.

Teve gente que me pediu conselho.

Teve gente que me deu conselho.

Teve gente, muita gente, que colocou você em oração.

Teve gente que compartilhou nossa história.

Teve gente que prometeu fazer um bolo pra você.

Teve gente que me falou de fé.

Teve gente que me emprestou coragem.

Teve gente que ficou mais perto da própria família.

Teve gente que ficou mais perto da nossa família.

Teve gente que veio do passado.

Teve gente que me falou sobre você.

Teve gente que escreveu sobre você.

Teve gente que sonhou com você.

Teve gente que pensou num símbolo pro blog.

Teve gente que sentiu vergonha.

Teve gente que se sentiu tocada.

Teve gente que sentiu saudades.

Teve gente que ofereceu colo.

Teve gente que está com a gente desde sempre.

Tem sido tão emocionante que eu queria que cada um se reconhecesse nesse bem que nos faz.

Sabe, Ita, pego emprestado Mia Couto pra dizer que para ti criei todas as palavras e todas me faltaram. Para ti dei voz às minhas mãos, abri os gomos do tempo, assaltei o mundo e pensei que tudo estava em nós.

Não estava em nós. Ou só em nós. Precisava dessa troca que nos envolve agora com gratidão, amor, alegria, serenidade e certezas. Certeza de que você está feliz com isso tudo. Porque eu estou e, nesse momento, eu, você e o outro somos um só.

#acordaIta

Anúncios

5 comentários em “Tem tanto sentimento deve ter algum que sirva

  1. Daiane Dauzcuk
    julho 12, 2015

    E essa onda tocou em mim também! Sempre um texto maravilhoso pra iluminar o dia! Maravilhoso! Sempre aqui na torcida! Eu já estou a acreditar! Grande beijo!

    Curtido por 1 pessoa

    • bettinabopp
      julho 18, 2015

      Incrível, Leca! Bom imaginar que o Ita visita lugares assim! Obrigada, querida! Bj

      Curtir

  2. Paula (@paulantm)
    julho 23, 2015

    Muito verdadeiro! As memórias não morrem e nem entram em coma, principalmente de quem amamos.
    Você tem razão porque a palavra pode curar e você faz isso muito bem feitinho!
    Beijos
    Paulazinha

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em julho 12, 2015 por .