pra quando você acordar

por Bettina Bopp

Mas eu sei que o meu silêncio você sabe compreender

      indie e gato 3 

Você não vai acreditar, mas gostei de um texto que li do Zeca Camargo. Acho ele meio bobo, talvez inteiro bobo, mas gostei do tema do texto: o que tem me feito companhia ultimamente. Pensei no que tem me feito companhia nestas últimas semanas. Ou meses.

Pet shop, veterinário, ossos, brinquedinhos.

Um filhote de cachorro e um filhote de gato, com certeza, têm roubado parte do meu dia. Meio fútil? Continuo trabalhando do mesmo tanto, mas arranjei essa sarna pra me coçar. Apaixonante, mas uma sarna. Principalmente porque ainda têm de ficar separados. Por grades, vidro ou mãos.

Anil tintas, Cimenfer, C&C, Tintas MC.

Além dos filhotes, resolvi pintar a casa. Por dentro e por fora. E ai começou a chover. Quem sabe o Alckimin possa tentar este método pra subir o nível da Cantareira. Filhote de cachorro hiperativo + filhote de gato minúsculo + pintura externa da casa. O resultado é dias de chuva depois de meses e a necessidade de quatro pintores, mais os filhotes, mais nós quatro, mais o Folk – que não acha graça nos dois – dentro de casa.

O Indie ainda não sabe que o filhote de gato – sim, ela ainda não tem nome – não é de borracha. E agora eu sei que ela não é branca. Com as paredes sendo lixadas e o pó espalhado pela casa, achei que o gato estava cinza por causa da fuligem. Depois de um banho, vi que é cinza mesmo.

Suco de tangerina, suco de laranja, queijo branco, mamão com aveia.

O café da manhã continua sendo minha refeição favorita. Adoro. E tenho conseguido encontrar amigas queridíssimas neste horário. Nos últimos meses, foram quatro amadas: Sandra, Paty, Mari e Dri. E em manhãs diferentes. Pra cervejas, jantares, festas, peças de teatro, concertos ainda continuo dando o cano.

Marceneiro, vidraceiro, pedreiro, chaveiro.

Aproveitando os novos ares da pintura, resolvi consertar coisas quebradas e emperradas. Portas, fechaduras, vidros. Acredita que depois de 10 anos abri o cofre que a Dona Silvia deixou na casa? Nada de dólares ou jóias. Só um papelzinho com o segredo do cofre.

Sites de decoração, família vende tudo, caçambas.

Já te contei que a Bruna revira caçambas? Sério. Mas traz pra casa achados incríveis! Maria se arrisca na pintura. Pintou todos os móveis da minha sala de almoço. Ficaram lindos. E o Lucca? Ah, o Lucca prefere ver tudo pronto. Mas carrega as latas de tinta do carro.

Antonio Prata, Gregório Duvivier, Manoel de Barros.

Gosto muito das crônicas dos dois. Algumas são geniais. E com a morte do Manoel de Barros chorei, revisitei as poesias favoritas e enviei parte delas pros meninos. Amo Manoel de Barros. Ele me coisa. Ele me rã. Ele me árvore.

Um Sonho de Liberdade, O Fabuloso Destino de Amélie Poulain, Cidade de Deus.

Assisto estes filmes todas as vezes que estiverem reprisando. Ontem “reassisti” Náufrago. Nem é um dos meus favoritos, mas lembrei dessa situação esquisita que vivemos há nove anos. A vida em suspenso, a solidão, o silêncio, as redescobertas e estranhamentos. Você é um náufrago, Ita?

Sei que ando entrando pouco no seu quarto. Tenho te visto pouco. Passo na porta, digo que amo, mas não entro. Confesso que preciso destes afastamentos. Acho que você entende.

Mas estou por aqui. E uso as palavras pra compor meus silêncios.

Anúncios

4 comentários em “Mas eu sei que o meu silêncio você sabe compreender

  1. Dete
    novembro 17, 2014

    Bettina,
    Vou lendo e compondo as cenas. Isso e uma delicia e talvez o mais lúcido recurso das verdadeiras crônicas. As suas não deixo de ler. Me encantam! Me tiram desse meu mumdinho medíocre. Semana passada quase estive com sua mãe. Houve um desencontro. Quem sabe na semana que vem. Beijo para você, para os meninos e pros animaizinhos!

    Curtir

    • bettinabopp
      novembro 17, 2014

      Dete querida, sua vida jamais poderia ser medíocre tendo você, uma pessoa tão incrível, como protagonista! Fico muito, muito feliz de ter vc como leitora! Soube do quase-encontro com minha mãe! Não deixem de combinar! A amizade de vcs é linda, como a Lua nas Mãos! Bj

      Curtir

  2. Bruna
    novembro 18, 2014

    Poxa, e eu? Não te faço companhia? Agora você só pensa no cachorro mais mimado do mundo, cara! Folkitos e eu não curtimos isso.

    Mas amamos o texto.
    Te amo!

    Curtido por 1 pessoa

  3. bettinabopp
    novembro 18, 2014

    Você – e seus irmãos – são a melhor companhia que alguém pode ter. Folk meio tonto! ❤

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s