pra quando você acordar

por Bettina Bopp

Um dia eu quero ser índio

derek calo

Você não vai acreditar, mas nesta primavera os sabiás começaram a cantar ainda mais cedo. Esta madrugada o canto começou na minha amoreira antes das três da manhã. As aves aproveitam o silêncio da cidade e o sono dos predadores para ensinar os filhotes a cantar e a reconhecer o canto dos pais. E como a cidade quase não dorme, o sabiá se perde no tempo.

Lembra de um sabiá que bicava o próprio reflexo no vidro do corredor que levava aos nossos quartos? A gente era pequeno e o sabiá aparecia por volta das cinco e meia. Eu acordava com o barulho e já sabia que tinha pouco tempo de sono até o pai entrar no quarto pra me avisar que estava na hora da escola. Ainda bem que não eram três da manhã.

Há muitos verões, as andorinhas que faziam ninho nos buracos do muro do nosso quintal sumiram. Há muitos verões São Paulo não tem mais garoa. E é quase certo que nesse verão não tenha água.

Li uma conversa entre a Eliane Brum com o antropólogo Eduardo Viveiros de Castro e a filósofa Déborah Danowski, autores do livro Há mundo por vir? – ensaio sobre os medos e os fins.

Viveiros diz que São Paulo, hoje, é um laboratório de tudo de ruim que está acontecendo no mundo: “Explodiu a quantidade de carros, explodiu a poluição, explodiu a falta de água, explodiu a violência, explodiu a desigualdade. São Paulo está destruindo a Amazônia e está sofrendo as consequências disso. Falta de esgoto na favela é problema ambiental do mesmo jeito que desmatamento na Amazônia é problema ambiental.”

Assim como os sabiás que cantam cada vez mais cedo e as andorinhas que sumiram do nosso quintal, Viveiros conta que os povos indígenas estão sentindo e sofrendo com todas as alterações do planeta. Diz que no calendário agrícola de uma tribo, os índios sabem que está na hora de plantar porque há vários sinais da natureza: o rio chegou até tal nível, o passarinho tal começou a cantar, a árvore tal começou a dar flor. E que esses sinais dessincronizaram. O rio está chegando a um nível antes de o passarinho começar a cantar. E o passarinho está cantando muito antes da árvore dar flor. É como se a natureza tivesse saído do eixo e as coisas estivessem fora da ordem.

Hoje o sabiá me acordou cedo e vou sair pra votar. Não estou convicta. Não me sinto representada por ninguém. Acho que não votaria nem em mim. O governo – este, o outro, o anterior, o dos militares e o de antes deles – é irresponsável por nós.

E nós somos irresponsáveis como eles com o ar, a água, as plantas, os bichos, as minorias do planeta. Irresponsáveis, nós e o governo, e responsáveis por esse “crescimento” desordenado, que produz e reproduz a pobreza e destrói riquezas que não se pode substituir. A gente esqueceu que mora num mundo finito, com recursos finitos e que não cabe mais lixo. A gente realmente precisa de um iPhone 6?

Sobre medos e fins. É nesse planeta que o Derek vai crescer. Com passarinhos confusos, cantando presos em iPads. Com a água sendo mercadoria rara e explorada por grandes empresas. É neste planeta que você quer acordar, Ita?

Diz uma antiga lenda indígena que, durante as madrugadas, no início da primavera, quando alguém ouve o canto de um sabiá-laranjeira, é abençoado com amor, felicidade e paz. Espero que na madrugada de alguma segunda-feira de primavera, a gente tenha escolhido quem nos represente. Ainda não é amanhã.

Anúncios

5 comentários em “Um dia eu quero ser índio

  1. lulicrespin
    outubro 5, 2014

    Como estou em sincronia com a Bê!!
    Ita, nas duas últimas semanas um sabiá laranjeira canta embaixo da minha janela
    Exatamente as duas horas da manhã
    Sei a hora porque hoje a insônia me faz noctívaga como você sempre foi e ainda é
    Não entendia direito porque aquele pássaro embaixo da janela cantava tão cedo, hoje a Bê me explicou no texto do Blog
    E ela falar de sincrocinidade é tudo o que acontece hoje, pelo menos sinto e acredito
    Tenho mania de horas iguais, tipo 22:22, 15:15, 19:19
    Sei que existe no 11:11 uma idéia de um portal para outro plano
    Mas sinto que quando minha vida está sincronizada, sempre que vou ver a hora os números também estão e quando esta tudo bagunçado os números também estão
    Me achava meio maluca, mas perguntei para meu médico
    Meu médico é o Dr Ayres Ita, que foi seu médico, nada é por acaso, ele tem a profundidade e generosidade do ser humano que eu precisava e a sabedoria e conhecimento de um ótimo médico
    E ele me falou que tem sentido, pois o universo é assim também
    Ele gira em um sentido e se derepente mudasse o sentido tudo viraria de cabeça para baixo
    Quando passamos a acompanhar o ritmo do universo nosso interno bagunçado começa a se sincronizar e vamos colocando ordem
    Fazem 8 anos que me tornei budista 1 ano depois que você dormiu e minha oração é em ritmo com o universo
    Eu entro em sintonia com o mantra Nam Myoho Rengue Kyo que é o som do Universo
    Desde que passei a orar minha vida foi se transformando, adquiri coragem, determinação, sabedoria e minha fé se tornou inabalável
    Então acredito que o mundo esta fora de sincronia , temos hoje no mundo, muita Ira, Estupidez e Ganância
    E somos nós, seres humanos que saímos do ritmo do Universo e transformamos o mundo em um mundo doente
    Então cabe a nós seres humanos mudarmos o ritmo e entrarmos em sincronia com o Universo
    O Presidente Daisaku Ikeda fala:
    “Toda as tragédias do mundo moderno em última instância foram criadas pelos homens. Sendo assim não havia razão que os impedisse de transforma-las.”
    Acredito totalmente nisso
    Nada é do dia para a noite, tudo tem um tempo certo
    E hoje dia de eleição podemos começar uma mudança e darmos início a um tratamento para o mundo
    O Universo responde a nossas atitudes, então vamos agir da forma que desejamos uma resposta
    Tudo existe dentro de nós, toda força, coragem, determinação e mudança
    A partir deste momento a vida recomeça

    O futuro começa neste instante!
    Precisamos definir oque deve ser feito neste momento;
    E como estabelecer uma firme base
    No exato local em que estamos.
    è importante vencer aqui e agora!!!
    Daisaku Ikeda

    Curtir

  2. bettinabopp
    outubro 5, 2014

    Nosso futuro recomeça, venha que o que vem é perfeição! Lula, ❤

    Curtir

  3. Bruna
    outubro 5, 2014

    Eu votaria em você! Adoro o jeito que você traz leveza para assuntos difíceis.
    Te amo!

    Curtido por 1 pessoa

  4. bettinabopp
    outubro 6, 2014

    Vc é minha candidata perfeita!
    Te amo!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em outubro 5, 2014 por .