pra quando você acordar

por Bettina Bopp

A dor da gente não sai no jornal

poeme-se

Você não vai acreditar, não vai gostar e não vai saber o porquê, mas a Kaú foi embora esta semana, depois de uma luta dura contra uma doença. E nem você nem ninguém vai entender esse mistério.

A Kaú entrou nas nossas vidas há muito tempo. Estudou com o Fabio, mas foi você quem a trouxe pra dentro da nossa casa. Vocês namoraram, mas eram tão amigos que o namoro não coube naquela relação. Ainda adolescentes, fizeram um pacto: se estivessem solteiros até os quarenta, então casariam. Ela casou um pouco antes.

Sempre vi a Kaú como sua melhor amiga. Ninguém conhecia você como ela. Se afastaram quando ela morou tantos anos fora – ou quando vocês se diziam verdades que só melhores amigos podem dizer, mas mesmo assim expõe fragilidades e se precisa de um tempo pra digerir.

Kaú era um furacão. Gargalhava com o corpo todo, enquanto apertava os olhos e repetia muitas vezes o nome da pessoa com quem está conversando. Vi a Kaú sofrer muito quando você estava no hospital. Você não podia estar ali. Não combinava. Assim como não combina a Kaú ir embora, antes de você acordar.

E essa dor que a partida da Kaú provoca não vai estar circulando nos portais nem jornais. Assim como não vai estar estampada a dor por Robin Williams ter desistido de viver e nem a dor da tragédia com o Eduardo Campos e as outras pessoas que estavam no avião.

Por mais que a mídia insista em divulgar, julgar e explorar, a dor faz parte de outro departamento. É incessante, imensurável, pessoal e intransferível.

Não cabem piadas, julgamentos, especulações. A dor será única em cada filho, em cada amigo. Na mãe, na mulher, no marido. Sobre uma das mortes, ouvi: Saudade do futuro. É isso.

O minuto é de silêncio. W.H Auden fala, então, por mim.

Stop all the clocks, cut off the telephone, 
Prevent the dog from barking with a juicy bone,
Silence the pianos
(…)

Put crepe bows round the white necks of the public doves, 
Let the traffic policemen wear black cotton gloves.

He was my North, my South, my East and West,
My working week and my Sunday rest,
My noon, my midnight, my talk, my song; 
(…)

The stars are not wanted now; put out every one, 
Pack up the moon and dismantle the sun,
Pour away the ocean and sweep up the woods;
For nothing now can ever come to any good.
 

Parem todos os relógios, desliguem o telefone,
Não deixem o cão ladrar aos ossos suculentos,
Silenciem os pianos (…)

Ponham laços de crepe em volta dos pescoços das pombas da cidade,
Que os polícias de trânsito usem luvas pretas de algodão.

Ele era o meu Norte, o meu Sul, o meu Este e Oeste,
A minha semana de trabalho, o meu descanso de domingo, o meio-dia, a minha meia-noite, a minha conversa, a minha canção; (…)

Agora as estrelas não são necessárias: apaguem-nas todas;
Embalem a lua e desmantelem o sol;
Despejem o oceano e varram o bosque;
Pois agora tudo é inútil.

Obs: a foto é um poeme-se lindo da queridinha Mari Caldas que trabalha com “amor e fotografia, para fazer feliz”

Anúncios

12 comentários em “A dor da gente não sai no jornal

  1. lulicrespin
    agosto 17, 2014

    Nossa Ita, fiquei passada com a morte da Kaú
    Sua amiga que mais simbolizava, para mim, saúde, superação, determinação, garra.
    Atleta, uma empreendedora e uma mulher muito bonita
    A doença a venceu, isso não tira em nenhuma minuto nenhuma de suas qualidades, fim de um ciclo
    Quem somos nós para sabermos tudo?
    O que sei que tudo tem sua hora certa e que por isso busco tanto desenvolver minha espiritualidade
    O texto do blog hoje, foi tão lindo, foi o sentimento que esta latente hoje no Brasil
    A tendência das pessoas ao lamento e tristeza é gigante
    A maioria das pessoas preferem ver o copo meio vazio que meio cheio
    Todos tem dores e sofrimentos
    Pouca gente sabe a realidade do outro
    Mas todos parecem saber resolver o mundo mesmo antes de resolverem sua própria bagunça e dor interna
    Sofremos tanto quando você dormiu Ita
    Sofremos tanto quando seu pai se foi
    E ainda sofremos com tantas gotas que caem no nosso copo que hoje é meio cheio
    Sempre escrevo para você quando compartilho o texto do blog da Be
    Pois as palavras dela para você me trazem sentimentos que coloco em palavras também
    Escrever é uma forma de desabafo, de compartilhar, dividir, somar
    Que as dores continuem me fazendo mais forte
    Que me impulsionem para a luta e o melhor que puder ser
    Cada vez sinto a importância do amor em todos os momentos
    Ele que nos mantém sempre conectados
    Ele que nos presenteou com o blog que Be fez para você
    E o blog espalha amor para quem lê
    ❤️

    Curtido por 1 pessoa

  2. bettinabopp
    agosto 18, 2014

    ❤ ❤ ❤

    Curtir

  3. Bruna
    agosto 18, 2014

    Você consegue se expressar até no silêncio.
    Te amo!

    Curtido por 1 pessoa

  4. bettinabopp
    agosto 18, 2014

    Eu te amo calada, como quem ouve uma sinfonia, bubu!

    Curtir

  5. Claudia
    agosto 19, 2014

    ah, que lindo!

    Curtido por 1 pessoa

  6. bettinabopp
    agosto 20, 2014

    Curtir

  7. Fabiane
    agosto 20, 2014

    eu conheci a Kaú e tive pouco tempo de convívio com ela, trabalhei na casa dela um mês somente. Mas era uma ótima pessoa, fiquei passada ao saber da morte dela. Mas foi melhor pra ela. Estou em oração pela família.

    Curtir

  8. Marcelo Axel
    agosto 20, 2014

    Você é demais com as palavras Betina.
    Muito obrigado. Não consegui te contar mais sobre
    as várias aventuras que esses dois queridos tanto aprontaram
    porque me ficou um enorme vazio. Logo mais quem sabe me volte
    a memória algumas delas. Valeu pelas palavras e pela lembrança dessa prima maravilhosa, como ela sempre foi. Intensa.

    Curtir

    • bettinabopp
      agosto 20, 2014

      Ah, Marcelo, que bom que gostou! Não precisa agradecer nada, a Kaú era mto querida por todos nós!bj

      Curtir

  9. Carol
    agosto 22, 2014

    “Mesmo no silêncio, e com o silêncio, dialogamos.”
    Carlos Drummond de Andrade

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em agosto 17, 2014 por e marcado , , , , , , , , , , .