pra quando você acordar

por Bettina Bopp

E cada filho seu como se fosse o único

itapai

Você não vai acreditar, mas a primeira pergunta dos que não te conheceram antes de dormir é: “Ele teve filhos?”. Você escolheu não ter filhos. Por que mesmo?

Fico pensando que pai você teria sido.

Tenho dúvida se você seria um pai como o pai. Ao mesmo tempo em que passava sermão com as notas baixas do boletim – e não abria mão de que a gente fizesse uma língua, um instrumento e um esporte -, deu liberdade pra gente fazer as próprias escolhas.

O pai sempre foi muito presente, altruísta, amoroso, provedor. Mas paradoxal. Fazia questão de mostrar o certo do errado, o ético do antiético, o caminho do bem, mas pra ver os filhos felizes era capaz de quebrar as próprias regras. Fabio e eu ganhamos um carro quando ele tinha 14 e eu 15 anos e vocês dois andavam de moto, apesar do pai odiar.

Não sei se você seria um pai como o Fabio. Ele tem todas as características do pai, mas é mais firme com as crianças. Luta pelas coisas que acredita e faz escolhas por eles. Quando crescerem e perceberem, já serão faixa preta no judô e taekwondo. Atento aos perigos, diz que não dará moto pros filhos.

Acho que você seria um pai apaixonado, daqueles que toca violão para a filha e faz ela dormir deitada em seu peito. Não sei se seria pai só da Barbara ou você insistiria na ideia adolescente de ter os gêmeos Eduardo e Monica.

No meio de tantos são-paulinos, será que os seus seriam mesmo palmeirenses? Será que deixaria as crianças terem cachorro dentro de casa, dormindo em cima da cama?

Não sei se os levaria pra Disney ou acharia importante eles conhecerem primeiro o Brasil. Não sei se proibiria carne vermelha e refrigerantes ou faria churrascos todos os finais de semana.

Certeza que levaria à missa e faria com que eles limpassem o prato. Seriam cheirosíssimos. Seria um pai engraçado, que contaria histórias de medo e daria sustos no final. Daria a mão pra atravessar a rua – e a sua vida por eles.

Pais não nascem prontos. São construídos nas relações com os filhos, que são construídos nas relações com os pais. Ovos e galinhas. Tijolo por tijolo. Você aprenderia com os erros e acertos do pai, do Fabio e os seus.

Queria dizer que você sempre foi alguém muito importante na vida dos meus filhos.Foram você, o Fabio e o pai que me ajudaram a preencher espaços, suprir ausências e encurtar distâncias. Foram muito mais do que tios ou avô. Foram heróis. O Fabio continua com esta missão solitária, mas existe alguém melhor que ele?

Você também foi a primeira dor que meus filhos conheceram. Aquele dia tirou um tanto da inocência dos três. Mais ou menos como a cena do elevador do filme The Untouchables, do Brian de Palma. Aquela que a máfia mata o agente contador companheiro do Eliot Ness e escreve com sangue na parede “touchables”. Não éramos invencíveis.

Hoje eu queria a mesa mais cheia, o vinho escolhido pelo pai, a correria da mãe na cozinha, meus filhos e os primos misturados no sofá. Queria o começo de uma discussão acalorada, uma história engraçada, uma oração. Naquela mesa tá faltando ele, tá faltando você e seus filhos.

E a saudade tá doendo em mim.

Anúncios

12 comentários em “E cada filho seu como se fosse o único

  1. Roberta Ferreira
    agosto 10, 2014

    Simplesmente lindo minha amiga…um beijo e um abraço bem carinhoso pra vc e todos os seus!!!!

    Curtir

  2. Bruna
    agosto 10, 2014

    Como afilhada, posso me considerar um tanto filha desse cara incrível. Que saudade!
    Te amo, mãe.

    Curtir

  3. lulicrespin
    agosto 10, 2014

    Sabia que hoje seria um dia de muitas emoções
    Emoções boas, com cheiro de vento fresco e também de brisa leve
    Dia dos Pais
    Um dia em que a Be escreveria no Blog, sobre minha maior saudade, seu pai e que para ela sempre toca bem dentro dos sentimentos mais lindos e profundos
    Que seu pai foi um exemplo Ita, você já sabe
    Que o Fábio também é um pai exemplar, você não sabia tanto, pois a Bé já te contou em outro domingo como a familia do Fábio é linda
    Agora pensar em você pai me faz imaginar que você teria uma filha, sim seria menina, pois homens que aprontam muito e tem inúmeras namoradas apaixonadas, normalmente tem meninas, para sentirem na pele um pouco o que fizeram a elas, rs
    Ela te faria de gato e sapato, você seria totalmente louco e apaixonado por ela
    E seria um leão em ponto de ataque imediato a qualquer garoto que se aproximasse dela
    Você deixaria apenas ela, usar suas camisas, seu perfume, bagunçar sua cama, comer o último pedaço de bolo e escolher as estações do radio no carro
    Mas seria também tão furioso em ciúmes que ela teria que te enrolar com um astúcia similar a sua para ter um namorado
    É assim que imagino você como pai
    É um pedaço do que conheço de você que imagino de olhos bem redondos e negros, cabelos longos e enrolados e um sorriso encantador
    Exatamente como você
    Filhos nos fazem melhores, para o mundo e nós mesmos
    É a melhor forma de sabermos o que é amor, cuidado, carinho e instinto
    Mas você tem um pouco em cada um de seus sobrinhos
    A justiça da Bruna
    O jeito, gargalhada e tantas coisas do Lucca
    O dom de sucesso da Maria
    Na astúcia da Isabella
    Na aparência impressionante com o Bito
    E na esperança do Derik
    Você Ita, esta presente em todos, todos os dias

    Minha dor é perceber
    Que apesar de termos
    Feito tudo, tudo, tudo
    Tudo o que fizemos
    Ainda somos os mesmos
    E vivemos
    Ainda somos os mesmos
    E vivemos
    Como Os Nossos Pais…

    Curtir

  4. Mike Drechsler
    agosto 10, 2014

    Dia de muitas lembranças, beijo no coração de vocês.

    Curtir

  5. Mari Anacleto
    agosto 17, 2014

    Quanto amor, quanta inspiração, quanta sensibilidade!!!
    Lindo!!!

    Curtido por 1 pessoa

  6. Sylvio Andrade
    agosto 18, 2014

    Muito lindo seu texto – é de emocionar aquele que adora rir o tempo todo. Eu ainda diria, como te disse na padaria (não foi com a intenção de rimar, não), que toda essa dor e essa luta deixará um legado belíssimo para a próxima geração da família. A postura dos Bopps diante de tudo isso é formidável e exemplar. E o Itamar participa de tudo isso, porque vocês não são feitos de qualquer matéria, não.
    Abs. e tô devendo uma visitinha.

    Curtir

    • bettinabopp
      agosto 18, 2014

      Ah, Sylvio querido, vc sempre me emociona muito. A Bruna sempre me lembra do que vc falou sobre o milho, naquele nosso encontro na padaria. Vc não tá devendo nada, mas a gte adoraria que vc fosse lá em casa! Rir com vc – e também chorar – é sempre muito bom! Bj grande

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em agosto 10, 2014 por e marcado , , , , , , , , , , , .