pra quando você acordar

por Bettina Bopp

A nossa casa até parece um ninho

Você não vai acreditar, mas o Decora foi na minha casa essa semana. Decora é um programa do GNT que transforma um cômodo da casa. Não lembro se já existia antes de você dormir ou se era um programa que te interessava. A Bruna sempre adorou e tinha a maior vontade de participar. As meninas mandaram um vídeo e, felizes, fomos selecionados!

Os três estão começando uma empresa de comunicação juntos – a Ao Cubo Filmes – e o escritório-depósito aqui de casa vai virar um home-office. A produtora do programa me perguntou se eu me importava em ceder este espaço pra eles. Como assim ceder? Esse espaço é nosso, não existe onde termina o meu e começa o deles.

Lembro que meu ex-namorado dizia que a mãe o proibia de sentar ou deitar em alguns lugares da casa, quando ele chegava da rua, por exemplo. Ele elogiava essa liberdade e “falta de cerimônia” que meus filhos tinham aqui. Não poderia ser diferente. A gente foi criado assim.

Ainda pequenos, quando a gente viajava nas férias, sentia uma alegria enorme de voltar pra nossa casa. Subir a rua, abrir o portão da garagem, entrar na sala, reconhecer todos os sons. Aquele lugar era o meu lugar no mundo. E acho que nossos amigos sentiam isso também. Era pra lá que eles iam quando “fugiam de casa”. Era pra lá que eles vão depois da ceia de Natal.

Este ano fez 44 anos que nos mudamos pra lá. E algumas coisas mudaram. Hoje, no jardim da entrada, existe uma rampa. O hall do telefone deu espaço para um elevador. E a casa agora é azul.

Os sons da casa também mudaram. Tem sabiá, mas o canto é diferente. Tem o barulho do elevador, da bomba de alimentação, das aspirações nas sessões de fisioterapia. Mas tem também as vozes das crianças no jardim. O verão deste ano foi o mais quente das últimas décadas, a água gelada estava quase morna, então foi bom a gente usar a piscina até de noite, como antigamente.

Você ainda fica no seu quarto, a mãe mudou pro quarto que era do Fabio pra ficar mais perto de você. O Fabio tem três cachorros novos. Os outros que você conheceu acordado morreram. Quando você voltou pra casa, o Luger muitas vezes dava um jeito de pular a janela e deitava embaixo da sua cama – e o enfermeiro quase pulava a janela! O Luger foi ficando triste, ficou doente e morreu pouco tempo depois.

A casa continua cheia, muitos amigos do Fabio vão lá. Os seus amigos vão pouco. Entendo que pra alguns seja muito difícil ver você assim. E isso não tem nada a ver com desamor. Entendo que outros puderam finalmente tirar a máscara e parar de fingir que eram amigos. Vem, mas vem sem fantasia.

A minha casa é pros meus filhos o que a nossa casa foi pra nós. Sempre achei que a casa tem de ser o lugar pra onde a gente queira muito voltar. Onde a gente se sinta mais seguro, mais confortavelmente feliz. Tirar o sapato apertado, andar de pijama até tarde, deitar no sofá da sala, comer na cama às vezes, deixar o cachorro dormir embaixo do edredon. Sentir-se de férias, no meio de maio.

Sinto minha casa assim. Me apaixonei por ela desde a primeira vez que passei por aqui. E olha que ela precisava de uma reforma enorme. Acho que o que me encantou foi conseguir enxergar, da rua, a lavanderia ao fundo. Ou então, do portão da entrada poder ver o fogão na cozinha. Preciso do horizonte, do olhar caminhar pra longe.

Minha casa já foi set de filmagem de um curta da Maria. É aqui que os meninos têm assistido com os amigos aos jogos da Copa, assim como fazem o esquenta antes de sair. É aqui também que faço a “reunião da diretoria”, encontro com amigas queridas que trabalharam ou trabalham comigo.

Mas você ainda veio pouco aqui. Quero muito, muito mais. Pras janelas se abrirem pra mim. E o vento brincar no quintal. Não me falta o sol da manhã. Só falta você acordar.

A casa é sua.

Obs: Site da produtora dos meus meninos http://aocubofilmes.com/

Anúncios

17 comentários em “A nossa casa até parece um ninho

  1. Adriana
    julho 6, 2014

    Que delicia de texto…parabens, Be!

    Curtir

    • bettinabopp
      julho 6, 2014

      Dri, querida, que bom que gostou! Leio também seus posts incríveis no seu blog! Vamos combinar de você vir no próximo encontro da diretoria! bj

      Curtir

  2. lulicrespin
    julho 6, 2014

    Sabe Ita, eu sempre falo para a Be que a casa dela é um pouco minha
    Se você visse a casa dela hoje ia ficar encantado
    Como ela e a Bubu fazem cada dia algo novo, criativo e diferente
    Sempre me senti em minha própria casa, onde deito para ver TV no quarto com ela como se fosse o meu, entro embaixo do edredom, pego algo para beber
    E a casa dela lembra a sua, sempre cheia de amigos da Bubu, Lucca e Maria
    Claro que não da forma que era na sua, onde chegavam 7 amigos de surpresa para almoçar e tinha comida de sobra
    Pois a Maria Elvira fazia a massa com molho vermelho para um, com molho branco para o outro, o peixe, o frango e a carne assada para algum desejo repentino
    Com os 5 tipos de sobremesa diferente
    Sempre foi quase um Self Service
    Sempre cabia mais um na mesa, e com tanta fartura ela descongelava uma lasanha e um rondelli para ajudar a complementar o almoço
    Sempre foi festa, meus natais até hoje continuo passando lá
    Seus amigos, nem sei mais quantos podemos chamar hoje assim
    Mas não importa, quantos, importa os que existem e são presentes mesmo distantes tem um grande valor
    Só sabemos quem nos ama de verdade na dor Ita, infelizmente
    Sua mãe fica feliz com um telefonema, uma visita de vez enquanto mesmo quem não quer te ver como esta hoje
    Isso tudo tem uma importância enorme
    A casa da gente é a cara da nossa alma
    O que ela nos trás expressa quem vive nela
    Não importa se é nova ou velha e sim a energia que ela transmite
    A casa da Bê tem todas as cores, todos os sonhos, as fantasias, o riso fácil
    O aconchego, o cheiro de terra molhada, varanda no quintal com rede e aquela cadeira pendurada que você deu para ela de presente
    E nossas tardes continuam deliciosas quando junta todos os filhos e ficamos até de noite naquelas conversas de doer a barriga de tanto rir
    Mas falta você
    Falta você em todas as casas, todos os cômodos
    Falta você em cada espaço vazio dentro das casas e dentro da nossa rotina
    E amo sua casa, da sua mãe, sua familia, amo muito todos vcs
    ❤️

    .

    Curtir

  3. Roberta Ferreira
    julho 6, 2014

    Bê,

    Seus textos são deliciosos de ler ! E ainda recheado de fotos, lembro do cantinho do telefone, o nosso uniforme do jockey,, seu avô, que delicia lembrar,…
    Quero assistir o programa, quando vai passar ?

    Bjs

    Curtir

    • bettinabopp
      julho 6, 2014

      Ah, querida, impossível olhar esse uniforme e não lembrar de você! O Decora gravou o antes e no final do mês grava o depois. Quando eu souber a data te aviso! Beijo

      Curtir

  4. Bruna
    julho 6, 2014

    Amo tanto a nossa casa!
    Ela é mais uma conquista sua, que merecia ter um jardim com banco de madeira, fotos antigas embaixo da escada e um vento fresquinho que invade a sala e termina na cozinha.
    Te amo!

    Curtido por 1 pessoa

    • bettinabopp
      julho 6, 2014

      Cada canto fica mais lindo com as suas ideias, com o olhar criativo da Maria e com as variações sobre o mesmo tema – luzes de Natal – do Lucca! Amo ser mãe de vcs!

      Curtir

  5. Juliana Navarro
    julho 6, 2014

    Lindo e sensível como sempre. Um grande bj e uma ótima semana com muita luz e boas energias.

    Curtir

  6. Ricardo D'Elia
    julho 6, 2014

    Bettina, parabéns pela capacidade de contar e de emocionar! Confesso que, sempre ao ler seus textos procuro estar só … porque, invariavelmente, me emociono muito.
    DEUS a proteja junto da sua família!
    Um beijo.

    Curtido por 1 pessoa

  7. bettinabopp
    julho 6, 2014

    Ricardo, querido, também me emociona seu carinho! E acho lindo sua dedicação com sua linda família! Bom conhecer alguém como você! Beijo

    Curtir

  8. Carol
    julho 7, 2014

    Vc deveria ser receitada para todas as pessoas que sentem tristeza em seus corações ! Vc acalma e acolhe alma !
    Vou te mandar um texto que tb escrevi sobre o morar….

    Curtido por 1 pessoa

    • bettinabopp
      julho 7, 2014

      Carol, queridíssima, fico tão feliz de ter vc por perto! A Escola está infinitamente mais colorida! Vejo crianças andando com livros nas mãos e isso é o máximo! Quero ler sempre você, me mande todos. Quero ler um que vc fez para os Verdes e um sobre a escolha da escola, já soube que são lindos! Beijo grande

      Curtir

  9. Raul de Abreu Neto
    julho 9, 2014

    Bettina, eu sou o Raul Abreu – neto da Olympia Abreu de Santa Rita e do Raul de Abreu de São João da Boa Vista. Nasci em Tambaú, vizinho a sua cidade. Minha avó contava histórias. Fui muito a Santa Rita onde dancei, joguei futebol, meu cunhado morava lá… mas eu nunca visitei um parente Abreu de lá e vivo falando às pessoas: “Eu sou Abreu, e o Zequinha de Abreu era da familia de minha avó. Ele era compositor de vários sucessos e eu também gosto de escrever.” Deve ser coisa de “sangue”… E agora leio Bettina e vou dizer a meus amigos que há mais uma Abreu da literatura, além de outros que não sei se foram parentes… Mas, o que eu queria dizer (após minha auto-apresentação) é que gostei do texto bem aconchegante, bem escrito e emocionante. Mas, quando me parece ser uma “carta” a alguém que é tratado por “você” fico pensando se se refere a algum ente querido (filho, por ex.)… Abraço, Raul de Abreu Neto.

    Curtir

    • bettinabopp
      julho 10, 2014

      Raul, gostei do seu contato. Alguém parar pra escrever só para elogiar, é muito generoso, obrigada. Minha avó e minha mãe são de Santa Rita, mas o sobrenome Abreu é do pai dela, de uma família de Goiás. Escrevo o blog para meu irmão, que está “dormindo” há quase nove anos. Que bom que gostou e que bom que também escreve. Um beijo.

      Curtir

  10. Mari Anacleto
    julho 21, 2014

    Querida, obrigada por compartilhar conosco esse espaço maravilhoso que é a sua casa. Adoro!!!
    Beijo

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em julho 6, 2014 por e marcado , , , , , , , , , .